ADS

A missão de todo batizado é evangelizar

Outubro é o mês das missões e cabe a cada cristão lembrar que a missão de todo batizado é evangelizar. Durante o mês são intensificadas as iniciativas de animação e cooperação missionária em todo o mundo. A data, instituída pelo papa Pio XI em 1926, acontece sempre no penúltimo final de semana de outubro. O objetivo é sensibilizar, despertar vocações missionárias e realizar a coleta da Campanha Missionária, que este ano acontece nos dias 20 (sábado) e 21 (domingo) de outubro.

Projetos, campanhas, ações beneficente, toda colaboração é necessária para que a igreja e seus discípulos possam ajudar a quem precisa. A coleta missionária é justamente para arrecadar fundos para muitas destas ações. Todo o dinheiro arrecadado vai auxiliar 1.050 dioceses pobres nos territórios de missão, diversos projetos na África, Ásia, Oceania e América Latina e também as ações missionárias no Brasil. Mais do que arrecadar dinheiro, o objetivo do mês missionário é evangelizar, trazer mais operários para dentro da igreja com o único propósito de fazer o bem.

Para animar os cristãos na adesão da campanha, todos os anos, o papa divulga uma mensagem na Solenidade de Pentecostes, que este ano aconteceu em 20 de maio. O tema de 2018 da mensagem do papa Francisco foi: “Juntamente com os jovens, levemos o Evangelho a todos”.

O Papa Francisco cita frase muito utilizada por São João Paulo II, “A missão revigora a fé”, para justificar a escolha do tema deste ano. “Queridos jovens, juntamente convosco desejo refletir sobre a missão que Jesus nos confiou. Apesar de me dirigir a vós, pretendo incluir todos os cristãos, que vivem na Igreja a aventura da sua existência como filhos de Deus. O que me impele a falar a todos, dialogando convosco, é a certeza de que a fé cristã permanece sempre jovem, quando se abre à missão que Cristo nos confia”.

Para sistematizar esse propósito são criados os conselhos missionários paroquiais. Na igreja Ascensão do Senhor ele é formado por sete casais. Todos se dedicam a desenvolver ações de integração entre os paroquianos e a igreja. Eles organizam a coleta missionária e também fazem projetos como a “Benção das famílias” - cada família leva para casa água benta e uma oração; “O Espírito Santo te escolheu” – durante a missa quem tem um selo surpresa na cadeira onde está sentado ganha de presente um terço missionário; as novenas em datas importantes. Tudo com a missão de compartilhar o Espírito de Deus.

O Papa Francisco escreveu sobre a importância de ser missionário: “Todo o homem e mulher é uma missão, e esta é a razão pela qual se encontra a viver na terra. Ser atraídos e ser enviados são os dois movimentos que o nosso coração, sobretudo quando é jovem em idade, sente como forças interiores do amor que prometem futuro e impelem a nossa existência para frente”.

E foi imbuída nesse espírito que Lívia Embiruçu e o marido Flávio Matos assumiram a coordenação do conselho missionário paroquial da igreja Ascensão do Senhor há dois anos. Eles são católicos, mas não frequentavam muito a igreja até fazerem parte do encontro de casais com Cristoem 2014. Lívia conta que foi um divisor de águas. Foi lá que surgiu esse desejo de evangelizar e de participar ativamente das coisas de Deus. Lívia é mãe de gêmeas, trabalha como analista de sistemas e tem uma rotina corrida e muito cansativa, mas ainda assim diz que é maravilhoso ter a missão de ajudar o próximo. É recompensador o resultado. “Anunciar o Evangelho não deve ser um peso, e sim um desejo que surge naturalmente nos nossos corações, tendo como exemplo Jesus, o maior missionário e evangelizador de todos os tempos”.

E você já pensou nisso? Tem tantas formas de ajudar o outro. Já pensou em descobrir qual é a sua missão?