ADS

O Amor é mais forte que a morte


  • Ivete Dantas e sua família

A morte é um desafio muito grande a ser enfrentado, especialmente quando se trata da pessoa amada; aquela que partilhou anos e anos de vida, de amor, de sonhos, de tristezas, de lutas e de alegrias. É um tema delicado, nada confortável de ser tratado e muitas vezes um tabu dentro das famílias, apesar de todos saberem que ela faz parte do processo da vida. Falta mesmo preparo e orientação para falar sobre isso. Mas o fato é que todos nós, sem exceção, passaremos por ela.

Já a vida é uma sucessão de aprendizados. Cada dia é uma oportunidade para sermos melhores, tanto nos momentos de sofrimento quanto nos de vitória. Assim, eu guardei muitas lições...

Quando meu esposo ficou doente, todo o meu amor, e o da minha família, atenção e dedicação se voltaram para ele. A ressonância confirmou: o tumor era maligno. Sabíamos que viveríamos dias muito duros, mas quando a dor bate na sua porta, o mais sensato é deixar entrar. Fugir ou negar só nos faz sofrer mais. Se assumirmos a realidade ela se torna mais leve, e só a fé torna isso possível.

Em momento algum, durante o tratamento, tirei os olhos de Jesus. Meu olhar se voltou somente para Ele. Meus passos não eram só meus. Sentia que Ele andava comigo e me mantinha firme. Ele estava à frente, iluminando meus pensamentos, minhas palavras, minhas ações, me dando fortaleza para ser presente e estar presente “na saúde e na doença”, como prometi há 23 anos.

A oração era uma constante. Sozinha, com meu marido, em família e com os amigos; que criaram um elo de amor rezando o terço até o último instante, chegando ao ponto mais importante: a Eucaristia, o alimento sagrado e diariamente recebido, que nos fortalecia e nos reanimava a seguir em frente.

Quanto mais intimidade com Deus, mais Ele se concretiza na nossa vida, nos transformando, mudando nossas atitudes, enfim, nos fazendo um homem novo. Ressurreição. E nesse momento do luto, isso é fundamental porque precisamos nos reconstruir como pessoa.

A dor é inevitável, no entanto, o amor é tão forte que supera o poder da morte. Para mim e para meus filhos, a vida não acaba, apenas se transforma. Nosso amado e querido, esposo e pai, não desapareceu, mas está nos braços bondosos de Deus. “E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá.” Jo 11:26

Triste? Não. Tivemos uma história linda, única e sempre baseada na fé e na misericórdia de Deus. Não tivemos pressa pra viver o amor. Aproveitamos cada minuto, cada oportunidade como um presente especial. Fazendo valer a pena cada passo dado, mas conscientes de nossa fragilidade humana e nossa finitude nesse mundo.

Ivete Dantas

Voltar