ADS

JMJ, um caminho de comunhão com Deus e a Igreja


  • Nathália Barreto

Se houvesse uma palavra que pudesse definir está jornada seria: comunhão! Milhares de jovens se reunindo com um único intuito, partilhar a alegria que é ter Jesus em suas vidas e mostrar esse rosto jovem da Igreja.

Não consegui chegar tão perto fisicamente do Papa Francisco, mas me senti espiritualmente pertinho dele, em oração com Chiquinho!

Cada momento se tornava um encontro íntimo com Jesus! O via em todos os voluntários que doavam seu tempo para nos ajudar, nas famílias que abriram as portas de suas casas para nos acolher, em especial a minha, via amor em cada refeição que nos era dada, na preocupação que tinham em nos dar o melhor que pudessem ofertar. Pude sentir o quanto o Amor Maior estava presente naquele lar! Vi o quanto Jesus se mostrava nesses pequenos detalhes de cada dia da jornada!

Foi uma caminhada de fé ao lado de Nossa Senhora! Reforcei ainda mais o exemplo de jovem, mãe e alpinista que ela é para mim! Minha ligação com nossa mãezinha, apenas se fortaleceu!

Foram 17 dias em que amadureci a minha fé e percebi o quanto devemos ser “Igreja em Saída”, que não somos feitos para o futuro e sim, para o agora! Percebi o quanto o mundo precisa dessa juventude que está disposta a largar tudo para Amar e Servir!

Vivenciei de forma plena o amor que Jesus tem por nós e como sou grata por isso! A cada um que contribui para que esse sonho se realizasse!

Hoje, já em minha casa, vejo que a Jornada Mundial da Juventude que ocorreu no Panamá não acabou e que apenas foi um pontapé para continuar a minha missão de, assim como Maria, levar o Cristo para o outro!

Nathália Barreto (Nath), alpinista do Movimento Escalada e uma das coordenadoras de Liturgia da paróquia

Voltar