ADS

Como ensinar os filhos a importância de viver a Igreja


  • Junior e Simone

Bença Pai, Bença Mãe. Deus te abençoe meu filho.

Nós, pais, somos canais diretos das bênçãos e graças de Deus na vida de nossos filhos.

Ele nos criou “A Sua Imagem e Semelhança” (Gen 1,26) e ordenou “Sede fecundos e multiplicai-vos”. Essa é a graça da Coparticipação na sua CRIAÇÃO. Somos chamados a participar com Deus na sua obra!!!

- Seu filho é a sua cara!

- Sua filha é inteligente, puxou ao Pai!

- Filho de peixe peixinho é!!

Enfim, todos os pais se vangloriam de terem filhos parecidos consigo, seja fisicamente, moralmente, intelectualmente...

Mas não basta que nossos filhos se pareçam conosco, nossa meta principal é ajudá-los a serem parecidos com quem nos criou, O PAI DO CÉU. O DEUS DO AMOR. E o modelo é Jesus Cristo. O fundador da Igreja, da qual Ele é a Cabeça e nós o Corpo.

Daí a importância de ensinarmos os filhos a VIVEREM A IGREJA. Ou existe corpo sem Cabeça?

Ocorre que, não existem fórmulas mágicas ou atalhos para realizarmos essa missão. Precisamos de perseverança e paciência, para nunca desistir. Devemos colaborar para que haja uma experiência pessoal dos nossos filhos com Jesus.

Vejamos alguns exemplos.

Zaqueu era um coletor de impostos, corrupto e odiado. Mas para que ele pudesse ter uma experiência com Jesus; “penso que foram seus pais que o ajudaram a subir em uma árvore”. Depois de uma troca de olhar com Jesus, Zaqueu teve sua vida transformada.

Paulo era um perseguidor de Cristãos, mas para que ele pudesse ter uma experiência com Jesus, “penso que foram seus pais que sabotaram a sela do cavalo”. Quando ele caiu do cavalo, ouviu a voz de Jesus. Paulo teve sua vida transformada.

Pais misericordiosos, mesmo tendo um “Filho Pródigo”, devem estar dispostos a amar e perdoar e a oração é o melhor remédio para transformar vidas.

Para terminar gostaria de citar Santa Mônica, “Padroeira dos Pais”.

Ela rezou por trinta anos para a conversão do seu filho, Agostinho. Suas orações foram ouvidas, hoje ele é conhecido como “Santo Agostinho”, o santo que influenciou todo o Ocidente Cristão. Quando ele escreveu sobre sua mãe, entre outras coisas, ele disse: “ela foi o meu alicerce espiritual, que me conduziu em direção a fé verdadeira. Minha mãe foi a intermediária entre mim e Deus”.

Eu e minha casa serviremos ao Senhor. (Josué 24, 15)

João Versoza Júnior, casado com Simone, com quem tem três filhas, Carolina, Rafaela e Júlia. Ministro Extraordinário da Eucaristia, faz parte da Pastoral Catequética e da Pastoral Familiar, servindo no ECC e no Curso de Formação para Pais e Padrinhos.

Voltar