ADS

Importância da saúde espiritual


  • Karina Rebello

Cuidar da saúde física está no mandamento primário de minha profissão. Orientar bons hábitos alimentares, atividades físicas, avaliar, tratar e controlar doenças crônicas, solicitar exames preventivos, amenizar ou sanar enfermidades. Esse é meu dia-a-dia.

Ao longo dos meus 23 anos de formada, no entanto, fui percebendo que eu também posso orientar meus pacientes a ter vida espiritual. Estou certa de que, para se alcançar a saúde física, é necessário ter uma vida espiritual amadurecida e de muita fé. Vejo a todo momento pessoas com doenças crônicas associadas à carência de uma vida espiritual.

Nascer, crescer e morrer é muito pouco. O sentido da vida vai muito além de sua efemeridade. Deus é o sentido da vida. Enquanto o indivíduo não acreditar nisso, ele sofre com um coração intranquilo, solitário e vazio. Com isso, crescem as ansiedades, fobias, tristezas e angústias. Acredito que viver a vida com os olhos de cristo nos torna mais alegres e em paz.

Procuro orientar minha vida profissional em um sentido verdadeiramente cristão, escutando, acolhendo e amando os meus pacientes. E, sempre que me é permitido, evangelizando-os, levando um pouquinho de Cristo aos corações angustiados.

Ser médica, para mim, é viver uma vida de serviço ao próximo. Agradeço a Deus por ter me concedido esse dom, e tornado dele minha vocação.

Karina Rebello Brandão Villas-Boas, médica e membro do Conselho Missionário Pastoral – COMIPA

Voltar